Arte de Anne Anicet
A arte de Anne Anicet parte de um dialogismo com o material encontrado, a qual inconscientemente vai buscando outros elementos que vão fazendo nexo ao longo das composições das obras. Previamente estão estocados como resíduos têxteis da Contextura (atelier de arte e moda da qual a artista faz parte), ou são coletados de parceiros. Esses materiais, no seu momento estático, estão selecionados por matérias-primas, cores e texturas, organizado em containers e embalagens transparentes que auxiliam a artista a visualizar o que está procurando dependendo do objetivo de cada obra. A Contextura termina o seu processo de confecção com seus resíduos e aparas da confecção. Dentre eles está o berço, o tecido usado tem como função mata-borrões para não deixar passar o pigmento sublimático para a próxima impressão de tecido. É o ponto de partida da artista e é um suporte não inerte, pois conta uma história, um somatório de imagens, testemunho de um tempo que passou, repleto de mensagens subjetivas. Ele vai se configurando único devido ao somatório de impressões em múltiplas camadas. Representa um trabalho executado e uma linha do tempo com muitos fazeres de transferência de uma imagem para o tecido.
A partir deste suporte é que é gerada uma lógica criativa, iniciando com uma seleção de outros resíduos menores de corte de tecidos e fios excedentes da confecção. A composição vai se dando por meio do alinhamento de cada elemento novo que chega, definindo aberturas dinâmicas que, por sua vez, vão convidando novos elementos para dialogar com os demais. Vai orquestrando a composição, dimensionando e posicionando cada elemento. Alguns mais leves, podendo até ter transparência, outros mais pesados e densos, gerando uma superfície que, inicialmente, é plana, e que é levada ao espaço gerando rugosidades, drapeados, circunvoluções de formas em 3 dimensões, porém ainda presos ao plano da parede: uma soft sculpture.
O resultado são formas com profundidades, grande riqueza de texturas, amplitude de pontos de vista múltiplos que geram novas paisagens. Dependendo da posição do expectador, a fruição da obra vai alterando as perspectivas e potencializando a percepção com uma riqueza poética bastante grande.
Além do alicerce têxtil, a arte de Anne Anicet também está diretamente atrelada a processos sustentáveis pelo meio do reaproveitamento de resíduos têxteis excedentes de confecção que projetam-se com vigor com a técnica da colagem têxtil. O que para uma área é considerado resíduo, para a outra é matéria-prima e inspiração para uma nova obra. Uma influência e reabastece a outra, tanto físico, quanto em termos de processo criativo. Tal estratégia de misturar tecidos não é nova no trabalho da artista, visto que tem dupla formação, tanto nas artes, quanto na área têxtil, além do viés que sempre permeou o seu trabalho, a sustentabilidade (com Doutorado na área).
A trajetória da artista pelo mundo têxtil fez com que a mesma trabalhasse numa malharia no início da sua carreira, época em que ficou impressionada com o descarte intenso de resíduos têxteis no meio ambiente e consequentes impactos. Desde então, a sustentabilidade passou a fazer parte dos seus trabalhos como artista e designer através da coleta de excedentes têxteis desprezados da confecção e que servem como elemento expressivo para as obras.
Apesar da sustentabilidade não ser um assunto novo, acredita-se que somente com toda a parada e, consequente, tomada de consciência mundial devido ao corona vírus, é que a humanidade está sendo obrigada a rever suas atitudes, hábitos e consumos. As obras trazem fortemente a passagem do tempo provocada pelas marcas da pandemia que se transformam por suas inevitáveis metamorfoses do tempo, entrando em um novo mundo, para uma New Era mais leve, mais ética e mais sustentável. Já estava mais do que na hora do Planeta Terra abrir os olhos para a sustentabilidade como um todo, seja ela ambiental, sócio-ética, econômica e/ou cultural. Não existe Planeta B. O meio ambiente está urgindo, as pessoas estão morrendo, as economias estão desiguais.
Neste contexto, a série de obras “New Age” representa a transfiguração deste tempo e entrada nesta nova época, com mais consciência, luz, amor e novos valores sendo difundidos. É uma transição que o nosso Planeta está passando. As sobreposições de tecidos e transparências resultam em profundidades, provocando o expectador a observar as nuances e passagens de uma textura para outra levando-o a “New Ages”, “New Worlds” e a “New Arts”, para uma New Sustainable Era. De céus mais cinzentos, entrando a Luz, clareando os pensamentos, revendo os hábitos, e transformando-o num lugar mais justo, mais leve, mais alegre para todos.
A arte de Anne Anicet propõe experiências significativas que derivam de um engajamento consciente, curioso e contínuo com o mundo material. Desenvolve trabalhos táteis, parte feitos à mão com o auxílio de máquinas industriais, parte costurados e modelados à mão. Por ter aptidão com a técnica de moulage (modelagem em 3 dimensões realizada sobre o corpo), transpôs para a arte mediante soft sculptures, como é o caso das obras New Age Colors e New Age Black. Em outras, permanece em duas dimensões como pinturas matéricas (New Age 1).
Dentre os movimentos referenciais de arte estão o expressionismo e expressionismo abstrato, por representar uma arte não figurativa e com a revelação exercida com a pintura matérica gestual desenvolvida com os tecidos, telas e fios. O movimento construtivista também influencia por propor uma nova configuração da arte, imbuídas de aspectos tecnológicos e de excedentes da indústria da confecção.
É possível fazer um futuro melhor, mais belo, com pensamentos e ações mais leves e positivas, renovando constantemente os processos, como na natureza, na qual nada é perdido, tudo pode ser transformado em algo novo, como uma arte sustentável.
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo
Título do Vídeo